English (United States) Español (España) Português (Portugal)




quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

Em Portugal são reconhecidos seis conjuntos hospitalares como significativamente grandes.

Mas são apenas grandes, ou está-lhes atribuída explícita ou implicitamente uma missão específica?

A dimensão é só dimensão ou são também particularmente complexos? A complexidade tem algumas consequências?

São escola prática. São base para investigação. Essas funções implicam verdadeiramente uma diferença?

É suposto que sejam fim de linha clínico. Terão todas as valências e não será necessário transferir nenhum paciente que lhes chegue para outros hospitais.

Como cooperam? E concorrem na captação de recursos? Fazem-no eficientemente?

E com os restantes hospitais. Cooperam, como? E concorrem como?

O modelo de gestão é comum a todos. São empresas públicas. Mas este modelo é o mesmo de quase todos os outros hospitais de que se diferenciam. Tal como o quadro em que operam.

Mesmo modelo de contratação de recursos, de organização interna, de responsabilização. Deveria ser diferente?

Deveriam ter organização diferente e gestão diferente?

O financiamento, não apresentando metodologias diferentes, não segue a estrutura de custos.

Estarão claras as necessidades distintas de investimento e de financiamento à operação?
Poderiam ser consideradas melhorias nos processos de financiamento?

Para onde vão os grandes hospitais? Como são vistos internacionalmente e no quadro europeu? Quais as tendências?

Convidámos cerca de uma dezena dos decisores de cada um dos grandes centros hospitalares, com a colaboração das suas administrações, para uma jornada de reflexão, que esperamos, permita repensar desafios e avaliar melhorias e ajustamentos que o futuro exigirá naturalmente.

Grandes Hospitais
Missão e Desafios

19 Setembro 2018
Figueira da Foz

Dirigido a 
Delegações dos Centros Hospitalares
Porto | Lisboa Central | Lisboa Norte | Lisboa Ocidental | São João | Universitário Coimbra 
e
Convidados 

 

PROGRAMA
em adesão e confirmação

9h30 | 10h00
Receção e Registo

10h00 | 11h00 
Escala vs Complexidade

11h00 | 12h00
Fim de linha clínico | Referenciação | Liberdade de Circulação

12h00 | 12h30
Intervalo para café

12h30 | 13h00
Tendências internacionais
José Soto
Presidente de la OEHSS Organización Española de Hospitales y Servicios de Salud
Director Gerente del Hospital Clínico San Carlos

13h00 | 14h30
Intervalo para Almoço

14h30 | 16h00
Modelos de Gestão e Recursos Humanos

16h00 | 17h00
Investimento e Financiamento

17h00 | 17h30
Conclusões e Encerramento

17h30
FECHO


Manifeste interesse em participar


Contactos E-mail. sec@apegsaude.org Tel. +351 936712131

Privacidade  |  Condições de Utilização
Copyright 2010 by APEGSAUDE